http://iflorestal.sp.gov.br

Biblioteca

A Biblioteca do Instituto Florestal inicia sua trajetória legalmente no ano de 1945, através do Decreto-Lei nº 15.143 de 19 de outubro de 1945 que organiza o Serviço Florestal, fazendo parte dos Serviços Administrativos. (São Paulo, Leis, Decretos, 1945).

Antes de sua legalização, temos dados registrados no livro de inventário desta Seção, que deste então já existiam livros que hoje se tornaram obras raras, tais como:

Collecção das Leis do Brazil de 1820. Rio de Janeiro, Imprensa Nacional. 1889

FIGUEIREDO, F.E. de Apontamentos de Geologia Agrícola. Lisboa: s.cp. 1896. 385p.

A Biblioteca possui um acervo constituído por obras de botânica, silvicultura e ciências correlatas, com a finalidade de atender às consultas de ordem administrativas, possuindo coleção de Leis e Decretos Federais e Estaduais; conta com 10.721 volumes de livros; 1.396 títulos de periódicos, e com aproximadamente 40.000 fascículos. As tarefas se concentram em: organização e reorganização do catálogo da Biblioteca; escolha, seleção e aquisição do material bibliográfico: livros, periódicos, folhetos, teses e outras; permuta de publicações, atendimento ao usuário, conservação do material bibliográfico e outros. Permutamos publicações com 46 entidades.

Reconhecida por técnicos como fonte primordial para suas pesquisas vem recebendo um novo impulso para seu desenvolvimento na prestação de serviços.

As atividades da Seção de Biblioteca hoje se concentram em atendimento ao usuário, empréstimo de materiais bibliográficos, referências bibliográficas, levantamentos bibliográficos, arquivologia, indexação de material, intercâmbio entre bibliotecas, classificação de livros e registro de periódicos.