http://iflorestal.sp.gov.br

Paranapanema

  • Nome: Estação Ecológica de Paranapanema
  • Diploma Legal: Decreto nº 37.538, de 27 de setembro de 1993.
  • Município abrangido: Paranapanema
  • Divisão: Divisão de Florestas e Estações Experimentais (DFEE)
  • Seção: Seção de Floresta de Avaré
  • Responsável: Roque Cielo Filho
  • Telefone: (14) 3713-1822, 3732-0290
  • E-mail: roque@if.sp.gov.br
  • Endereço para correspondência: Rua Pernambuco, s/n, Horto Florestal, CEP 18.701-180, Bairro Braz I, Avaré – SP.
  • Via de Acesso: Rodovia Raposo Tavares, km 244 – estrada municipal rural para Buri, km 8.
  • Área (ha): 635,2
  • Latitude: 23º30’10’’ a 23º31’29’’S
  • Longitude: 48º44’11’’ a 48º46’28’’O
  • Altitude: 627 m
  • Clima: Cfa – quente de inverno seco
  • Temperatura: média do mês mais quente maior do que 22° C, média do mês mais frio menor do que 18° C.
  • Precipitação: média anual de 1.237 mm
  • Relevo: colinas amplas
  • Solo: Latossolo Vermelho, Latossolo Vermelho-Amarelo, Nitossolo Vermelho, Gleissolo.
  • Hidrografia: Ribeirões Faxinal e do Valinho, Córrego das Pedras.
  • Bioma: Mata Atlântica (Floresta Estacional Semidecidual)
  • Ecossistemas: Floresta, Banhado, Rio.
  • Fauna: tamanduá-bandeira – Mymercophaga tridactyla, capivara – Hidrochoerus hidrochaeris, cateto – Tayassu tajacu, paca – Cuniculus paca, serelepe – Sciurus ingrami, cachorro-do-mato – Dusicyon thous, gato-do-mato – Felis tigrina, jaguatirica – Felis pardalis, onça-parda – Puma concolor, quati – Nasua nasua, lontra – Lutra longicaudis, tatu-peba – Euphactus sexcintus, gavião-carijó – Rupornis magnirostris, juriti – Leptotila verreauxi, curiango – Nyctidromus albicollis, choquinha-lisa – Dysithamnus mentalis, viuvinha – Colonia colonus, traíra – Hoplias malabaricus, lambariAstianax sp., acará – Geophagus brasiliensis, entre outras espécies.
  • Flora: carrapateira – Metrodorea nigra, peroba-rosa – Aspidosperma polyneuron, araribá – Centrolobium tomentosum, pindaíba – Rollinea emaginata, falsa-congonheira – Citronella paniculata, unha-de-vaca – Bauhinia forfifaca, embirinha – Muellera campestris, mutambo – Guazuma ulmifolia, pau-marfim – Balfourodendron riedelianum, juçara – Euterpes edulis, cabreúva-vermelha – Myroxylon peruiferum, peperomia – Peperomia serpens, jacarandá-paulista – Machaerium villosum, cedro-rosa – Cedrela fissilis, canjerana – Cabralea canjerana, figueira – Ficus pulchella, guabijú – Myrcianthes pungens, entre outras espécies.
  • Visitação pública: apenas com objetivo educacional, de segunda-feira a sexta-feira (exceto feriados), das 08h00min às 16h00min, mediante agendamento prévio.
  • Pesquisa científica: consulte normas para registro de projetos em www.iflorestal.sp.gov.br.
  • Hospedaria: Sim, capacidade para 8 pessoas.