http://iflorestal.sp.gov.br

08/01/19 17:23

Instituto Florestal faz homenagem ao naturalista sueco Alberto Löfgren

Cerimônia teve a presença do Vice-Cônsul da Suécia Peter Johansson e do Ministro da Agricultura, Pecuaria e Abastecimento do ano de 2003 a 2006, Roberto Rodrigues

Há exatamente 26 anos, o então Parque Estadual Turístico da Cantareira, também conhecido como Horto Florestal, passou a ser denominado “Parque Estadual Alberto Löfgren”, através da Lei nº 8.212, de 08/01/1993. Um dos pioneiros do conservacionismo brasileiro, o naturalista sueco estava buscando uma área para instalar um horto botânico com campos de experimentação e Serviço Florestal,  o que viria a ser efetivado em 1896 com a desapropriação do Engenho Pedra Branca. Portanto esse é um período de consagrações, e de saudar esse importante território da conservação da natureza paulista. A área, localizada na zona norte de São Paulo, é sede do Instituto Florestal (IF).

No dia 27 de dezembro do ano que passou, o IF realizou em sua sede evento em homenagem aos 100 anos do falecimento de Alberto Löfgren. Durante a festividade, o funcionário do Instituto Florestal Roberto de Alencar representou Löfgren. A cerimônia teve as presenças de Peter Johansson, Vice-Cônsul da Suécia,  e Roberto Rodrigues, Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de 2003 a 2006 e atual embaixador da FAO para o Cooperativismo, para quem foram entregues as bandeiras do Brasil e da Suécia, simbolizando a antiga parceria iniciada há mais de um século pela conservação das nossa matas.

O pesquisador da Universidade de Campinas (Unicamp) Felipe Zanusso, estudioso da  história ambiental do estado de São Paulo e representante do Movimento Conservatio, falou sobre o legado de Löfgren e leu trechos de textos de autoria de Löfgren datados do final do século XIX e do início do século XX.

O evento também contou com a presença da Polícia Militar Ambiental. Ao todo, a homenagem teve 75 participantes presentes.

Fotos: Acervo Instituto Florestal