http://iflorestal.sp.gov.br

21/12/18 11:55

Pesquisadores científicos do Instituto Florestal defendem criação de APAs em Piracicaba

Em evento sobre observação de aves realizado no SESC de Piracicaba, foi ressaltada a importância das Unidades de Conservação para a preservação da rica biodiversidade da região

Os pesquisadores científicos do Instituto Florestal (IF) Alexsander Antunes e Frederico Arzolla participaram do “II Encontro de Cultura, Pesquisa e Turismo de Observação de Aves” . O evento ocorreu no SESC de Piracicaba no período de 19 a 21 de outubro.

No último dia do Encontro, a convite da coordenação da Rede Birdwatching de Piracicaba, os pesquisadores do IF integraram mesa redonda sobre a conservação da biodiversidade na região, composta também pela Dra. Sílvia Gobbo da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep).

Baseados em suas contribuições para a proposta de criação das Áreas de Proteção Ambiental (APAs) Barreiro Rico e Tanquã-Rio Piracicaba, Frederico Arzolla apresentou a situação atual e o potencial para a criação de Unidades de Conservação (UCs) em Piracicaba e região, ressaltando a importância destas para a preservação da biodiversidade e dos serviços ambientais na região de Piracicaba. O ornitólogo Alexsander Antunes destacou a grande riqueza de espécies de aves conhecidas nesta área, 426, e a importância de ações para a conservação dos remanescentes dos diferentes tipos de ecossistemas regionais.

A criação das duas novas UCs foi aprovada pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema) no dia 13 de novembro.

*Edit – (22/12/2018) – No dia 21 de dezembro o governador Márcio França assinou os decretos de criação da APAs Tanquã-Rio Piracicaba (nº 63.993/2018) e Barreiro Rico (nº63.994/2018), publicados em DOE no dia 22.

Casal de marrecas-cricri na APA Tanquã-Rio Piracicaba

Jacu na APA Barreiro Rico

Fotos: Acervo Instituto Florestal / Alexander Z. Antunes (Aves)