http://iflorestal.sp.gov.br

30/10/18 09:30

IF realiza missa campal para São João Gualberto, protetor das florestas

Evento também inaugurou a exposição fotográfica sobre os 62 anos da entronização da imagem no Horto Florestal

No dia 08 de julho, foi realizada no Parque Estadual Alberto Löfgren, zona norte da capital, missa campal em louvor a São João Gualberto, o santo protetor das florestas. Após a cerimônia, que aconteceu na área em frente à imagem esculpida em mármore, foi realizada a abertura de exposição fotográfica no Museu Florestal “Octávio Vecchi” com o tema “62 anos da entronização da imagem de São João Gualberto no Horto Florestal”.

A missa foi organizada pelo Instituto Florestal em parceria com a Coordenadoria de Parques Urbanos da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, a Paróquia Santa Cruz e a Igreja Nossa Senhora da Sallete.

Na ocasião, foi realizada ainda uma homenagem à funcionária da Fundação Florestal Ana Lúcia Arromba, que por muitos anos foi gestora do Parque e promoveu a missa para São João Gualberto.

No Museu, também foram apresentadas as obras em óleo sobre tela do artista Antonio Szewierenko, que frequenta o Parque desde a década de 1970. Pinta desde os 15 anos, idade que começou a frequentar o Horto. Suas pinturas retratam as paisagens, fauna e flora.

Da Toscana para o Horto
João Gualberto nasceu por volta no ano 1000 em Florença, região da Toscana, na Itália. Em 1028 se deu o fato mais marcante de sua vida: o perdão do assassino de seu irmão Ugo e ingresso no mosteiro de São Miniato. Na Sexta-feira Santa, com o respaldo da lei, teve a oportunidade de matar o assassino de seu irmão, mas não o fez. Em um momento de iluminação, abraçou-o em um ato de perdão. No ano de 1063  fundou a Congregação dos Monges Beneditinos de Valombrosa. Hoje são considerados os responsáveis pela criação de práticas agroflorestais sustentadas e recuperação de bosques. O abade morreu em 1073 e foi canonizado em 1193, pelo Papa Celestino III.

Durante o pontifício do Papa Pio XII, em 1951, São João Gualberto foi proclamado como patrono dos guardas florestais. Em 1956, uma estátua do santo doada pelo governo italiano foi solenemente entronizada no Horto Florestal da capital paulista (Parque Estadual Alberto Löfgren). Em 1957, o Papa nomeou São João Gualberto como celeste patrono dos guardas florestais do Estado de São Paulo.

A imagem localizada no Parque foi esculpida em mármore de carrara e o pedestal onde foi colocada teve sua confecção elaborada e entalhada em arabescos, em madeira de lei brasileira, nas oficinas de marcenaria por antigos artesãos do Serviço Florestal (atual Instituto Florestal).

Fotos: Acervo Instituto Florestal

Mais informações: Tel. (11) 2231-8555 / Ramal 2004