http://iflorestal.sp.gov.br

06/06/18 18:31

Dia do Meio Ambiente teve ações simultâneas por todo o estado e criação de UCs

Durante as comemorações desta data marcante o governador assinou decreto de permissão de uso de unidades do IF para prefeituras

O Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho)  deste ano foi marcado por atividades simultâneas realizadas em áreas protegidas  sob gestão do Instituto Florestal (IF) de diferentes partes do estado de São Paulo. A data também foi marcada pela assinatura de decretos pelo governador, tanto de criação de novas Unidades de Conservação, quanto de concessão de áreas para prefeituras.

#horadafloresta
Em 5 de junho de 1972 houve na cidade de Estocolmo, Suécia, a primeira Conferência das Nações Unidas sobre o meio ambiente. O evento reuniu várias autoridades e ONG’s durou até o dia 16 daquele ano. A data ficou marcada como o Dia Mundial do Meio Ambiente. A ideia era promover a importância de preservação do meio ambiente e alertar a população e autoridades quanto aos maus usos dos recursos naturais do planeta. Para celebrar esta data especial o Grupo de Trabalho do Programa de Uso Público do IF realizou o #horadafloresta, evento que promoveu diversas atividades simultâneas nas áreas protegidas que estão sob a gestão da instituição.

São Paulo (PEAL)

Parque Estadual Alberto Löfgren, na capital paulista, o Museu Florestal Octávio Vecchi promoveu o “Varal da Conservação”, em parceria com o movimento Conservatio. A atividade ocorreu em frente ao Palácio do Horto. No varal é  apresentada a história ambiental do estado de São Paulo. A linha do tempo permite ainda que os visitantes façam suas inserções sobre os marcos históricos que acharem importantes. O varal continuará estendido ao longo de toda a semana, em outro lugar do Parque, próximo ao Museu. O público poderá além de ver a novidade conferir os últimos dias da exposição itinerante: “Bicho Quem Te Viu, Quem Te Vê”, que trata da questão de perda da biodiversidade de fauna por conta da fragmentação da paisagem e fica até o domingo, dia 10 de junho, em exibição no Palácio.

A Rede Globo de Televisão esteve no Parque para gravar reportagem sobre os impactos do uso excessivo de plástico, mostrou um pouco da exposição. Algumas das causas de mortes de animais são a ingestão de resíduos sólidos ou o estrangulamento. Anualmente a Organização das Nações Unidas (ONU) define um tema para o Dia Mundial do Meio Ambiente. Neste ano o tema é “Acabe com a Poluição Plástica”.

Mogi Guaçu

No interior de São Paulo, em Piracicaba, a Estação Experimental de Tupi promoveu o “Passarinhando no Dia do Meio Ambiente”.  Durante a atividade, foram encontradas mais de 30 espécies diferentes de aves. O biólogo Valdir Felipe, que conduziu o grupo, afirmou que já foram observadas mais de 100 espécies de aves na unidade. A especialista ambiental do IF, Maria Luísa Palmieri destacou a importância das aves na dispersão de sementes e, assim, na regeneração natural da área, caracterizada por vegetação de Mata Atlântica. O evento foi realizado pelo IF, Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (SEDEMA) e Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ).

Estação Experimental de Mogi Guaçu, recebeu 25 crianças de uma escola estadual do município de Conchal, no entorno da unidade. Foi realizada uma roda de conversa sobre sustentabilidade, unidades de conservação e a importância da conservação do Cerrado. Também foi realizado passeio de trenzinho até a Estação Ecológica e caminhada até as margens do Rio Mogi Guaçu.

Taubaté

A equipe do Viveiro Florestal de Taubaté ofereceu à comunidade local uma oficina de eco artesanato, na qual os participantes puderam decorar vidros e confeccionar flores com retalhos de pano. O objetivo é integrar os moradores do entorno às ações da unidade, despertando a consciência ambiental para a reutilização de materiais que seriam descartados, elevando a autoestima dessas pessoas, e proporcionando horas agradáveis, servindo até mesmo como terapia. Além disso, a oficina promove a geração de renda, uma vez que as participantes já estão produzindo e vendendo seus artesanatos. A atividade faz parte do projeto “Eco Oficinas” e ministrada todas as terça-feiras na unidade pela funcionária Aparecida Barbosa. O Viveiro Florestal de Taubaté também realizou uma palestra sobre a importância da reciclagem e reuniu os  moradoras do entorno. A unidade está localizada em zona rural do município de Taubaté.

Na Floresta de Manduri, foi promovido o plantio de árvores nativas em área próxima da cidade onde foi retirada uma floresta plantada de pinus.  A ideia é assegurar a integridade da Floresta de Manduri com o apoio da comunidade e transformar o espaço em um arboreto urbano.

Governador assina decreto para nova Unidade de Conservação

Também no dia 5 de junho foi realizado evento em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, que reuniu o governador Márcio França e o secretário do Meio Ambiente Maurício Brusadin no Parque Villa Lobos, na capital paulista. Na ocasião, foi anunciada uma série de ações do em prol do meio ambiente, incluindo a criação de Unidades de Conservação, a criação do Conselho Estadual de Educação Ambiental, entre outros.

Durante o evento, o governador assinou o decreto de criação da Floresta Estadual do Noroeste Paulista, no município de São José do Rio Preto, unidade sob gestão do Instituto Florestal.

Áreas Protegidas passam para as prefeituras

Também no evento do Parque Villa Lobos foram assinados decretos para permissão de uso de unidades administradas pelo Instituto Florestal, que passarão a ser administradas pelas prefeituras. A Estação Experimental de Mogi Mirim, a Floresta Estadual de Avaré, a Floresta Estadual de Botucatu, e a Estação Experimental de Bauru, cederão a gestão plena da área por 30 anos para as respectivas Prefeituras municipais. O objetivo é formalizar e fortalecer as parceria já existente entre as instituições.
Já a Estação Experimental de Tupi, em Piracicaba, dará permissão de uso da área de visitação pública pelo prazo de 20 anos à Prefeitura. O G1 publicou matéria sobre o e fato.

Fotos: Acervo Instituto Florestal e SMA