http://iflorestal.sp.gov.br

23/03/18 17:33

Plantio de mudas com grupos da terceira idade marca início do Projeto Bacia Caipira

Tendo início no Dia Mundial da Água, o projeto busca a integração entre Piracicaba e Santa Bárbara d'Oeste a Estação Experimental de Tupi, próxima à divisa geográfica dos municípios

Na última quarta, dia 22 de março a Estação Experimental de Tupi (conhecida localmente como Horto) realizou a atividade “Plantando o Futuro das Águas da Bacia do Rio Piracicaba”. A atividade envolveu grupos da terceira idade dos municípios de Piracicaba e Santa Bárbara d’Oeste no plantio de 69 mudas de árvores nativas frutíferas e floríferas. Esta atividade marca o início do projeto “Bacia caipira: seguindo as águas e trazendo histórias”, no qual serão visitados, ao longo do ano, alguns pontos da Bacia do Rio Piracicaba e trabalhados aspectos referentes à bacia hidrográfica e à história desses locais. O evento celebrou o Dia Mundial da Água.

Maria Luísa Bonazzi Palmieri, especialista ambiental do Instituto Florestal, enfatizou que o plantio de mudas de árvores nativas na Estação é importante para proteger o Ribeirão Tijuco Preto, afluente do Rio Piracicaba. “As pessoas geralmente associam apenas as matas ciliares à conservação da água, mas tudo o que é feito em uma bacia hidrográfica interfere na qualidade de água do seu rio principal, de forma que o plantio aqui na Estação Experimental de Tupi também colabora para a conservação do Rio Piracicaba”, afirmou.

Elizabeth da Silveira Nunes Salles, bióloga da Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) de Piracicaba, destacou que o projeto busca a integração entre os dois municípios e a Estação Experimental de Tupi, próxima à divisa geográfica dos mesmos. Também enfatizou que foi proposto trabalhar neste projeto com grupos da terceira idade por estes possuírem muitos conhecimentos sobre a história desses lugares. Elizabeth situou ainda o evento no contexto do Fórum Mundial da Água, que estava ocorrendo em Brasília/DF, já que o “Bacia caipira” foi concebido durante conversas informais entre os organizadores durante o “Encontro Pré Fórum” realizado nas Bacias PCJ (Piracicaba, Capivari e Jundiaí).

Em seguida, José Rubens Françoso, presidente do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) de Piracicaba enfatizou a importância da água como um bem finito e da abordagem do tema não somente com crianças, mas também com outros públicos, inclusive os grupos da terceira idade.

A chefe de divisão de Educação Ambiental do Departamento de Água e Esgoto (DAE) de Santa Bárbara d’Oeste, Mônica Tortelli, ressaltou a importância da integração dos grupos da terceira idade dos dois municípios, bem como as demais atividades que serão realizadas durante o ano de 2018, como resgate histórico na Estação Experimental de Tupi, visita ao Parque do Mirante de Piracicaba e ao Sítio Nossa Senhora Aparecida em Santa Bárbara d’Oeste.

Finalizando a apresentação do evento, o historiador Antonio Carlos Angolini enfatizou os laços históricos entre os dois municípios e fez breves colocações sobre a formação do Distrito de Tupi e a Estação Experimental.

Após tais considerações iniciais, os participantes realizaram o plantio das 69 mudas (que corresponde à idade da Estação) e dirigiram-se à van do projeto “AguAmiga”, do Semae, onde receberam informações sobre o tratamento de água no município de Piracicaba e fizeram experimentos, conduzidos pelo biólogo Felipe Augusto Gasparotto.

O evento foi finalizado com uma confraternização. Participaram da atividade os grupos da terceira idade “Alegria de Viver”, “Esperança”, “Estação Idoso José Nassif” e “Grupo Terceira Idade de Tupi”.

A próxima atividade do projeto foi agendada para o mês de junho.

Fotos: Acervo Estação Experimental de Tupi

Mais informações: Maria Luísa Bonazzi Palmieri – Estação Experimental de Tupi – Tel.(19) 3438-7116 / 3438-7200