http://iflorestal.sp.gov.br

01/03/18 17:46

Estação Experimental de Tupi realiza diálogos sobre ciclismo em áreas protegidas

A ideia é aproximar ciclistas dos demais visitantes e envolver a todos no processo de planejamento participativo das atividades do espaço, considerando os impactos e valorizando a conservação da biodiversidade

No último sábado, 24, foi realizado o “Diálogo sobre ciclismo na Estação Experimental de Tupi”, em Piracicaba. O objetivo do encontro foi aproximar os ciclistas dos demais visitantes que frequentam a unidade e possibilitar que todos participem do processo de planejamento do espaço. Espera-se como resultado o planejamento de trilhas que atendam as expectativas dos visitantes e valorize a conservação da biodiversidade.

O evento é fruto da parceria entre o Instituto Florestal da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (IF/SMA), a Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (SEDEMA) e o Laboratório de Áreas Naturais Protegidas da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo (LANP/ESALQ/USP).

Maria Luísa Bonazzi Palmieri, especialista ambiental do Instituto Florestal, deu as boas-vindas a todos e destacou a intenção do projeto de aproximação com os ciclistas e demais visitantes que frequentam a unidade em um processo de diálogo. “O objetivo é construir uma relação de parceria com esse público e aprimorar as trilhas para ciclistas e demais visitantes da unidade, considerando o uso público realizado por diferentes grupos e compatibilizando-o com os objetivos dessa área protegida, especialmente a conservação, pesquisa e educação ambiental” explica Maria Luísa.

Representantes da SEDEMA, Elizabeth da Silveira Nunes Salles e Giovanni Batista Campos reforçaram o apoio do órgão ao diálogo e construção conjunta com os ciclistas. Encontra-se em processo de formalização a parceria entre o IF/SMA e a SEDEMA/Prefeitura de Piracicaba para a gestão compartilhada da Estação Experimental de Tupi.

A iniciativa insere-se no projeto “Vem Pro Horto”, no qual são realizadas atividades educativas com a comunidade interna e externa à unidade com o objetivo de tornar a Estação Experimental de Tupi cada vez mais um espaço educador sustentável. O projeto desenvolvido em 2016 está sendo retomado nesse momento com novas parcerias.

O evento também se relaciona com a pesquisa de doutorado “Impactos socioambientais da mountain bike” de Carolina Teixeira Bartoletti, sob orientação da professora Teresa Cristina Magro (LANP/ESALQ/USP). Responsável pela condução da atividade, Carolina propôs a apresentação dos presentes e depois explicou que no processo de pesquisa entrevistou no ano de 2017 usuários ciclistas e não ciclistas para identificar possíveis impactos sociais associados à mountain bike. “Quando uma área tem mais que um uso podem ocorrer conflitos de uso e estes são percebidos de diferentes formas”, afirmou. Segundo a pesquisadora, na fase atual inicia-se um processo participativo para planejamento do espaço público onde os visitantes ciclistas entram desde o princípio no processo de planejamento de uma trilha que atenda às suas expectativas como visitantes e ao mesmo tempo valorize os objetivos de conservação da área protegida.

Os participantes e equipe organizadora se dividiram em grupos para debater sobre a ordem de importância de dois conjuntos de elementos para trilhas voltadas aos ciclistas: atrativos (trilhas largas ou estreitas, obstáculos, rampas etc.) e outros fatores estruturais relacionados à atividade (segurança, sinalização de trilhas, lanchonete etc.). Em seguida, compartilharam os resultados e estabeleceram uma escala de prioridades.

No final da atividade, os participantes foram convidados para o “Ciclo de oficinas sobre planejamento e manejo de trilhas para ciclismo” que será desenvolvido por meio de cinco encontros, aos sábados, nos dias 24/03, 14/04, 19/05 e 16/06, das 8h30 às 11h30 na Estação Experimental de Tupi. Ciclistas e não ciclistas manifestaram interesse em participar. O ciclo de oficinas será gratuito e aberto a todos os interessados.

Fotos: Acervo Estação Experimental de Tupi

Mais informações: Estação Experimental de Tupi – Tel.(19) 3438-7116 / 3438-7200