http://iflorestal.sp.gov.br

30/11/17 12:32

Centro de Educação Ambiental é implantado em Angatuba com recursos de TCCA

Convênio previsto entre SMA e prefeituras municipais de Angatuba e Guareí para o fornecimento de monitores possibilitará atendimento à rede escolar a partir de março de 2018

O Instituto Florestal (IF) implantou um Centro de Educação Ambiental na Estação Ecológica de Angatuba com recursos de Compensação Ambiental. O espaço foi apresentado aos membros do Conselho Consultivo da unidade durante reunião realizada no dia 23 de novembro. Um convênio previsto entre a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SMA) e prefeituras municipais para fornecimento de monitores possibilitará o atendimento à rede escolar a partir do ano que vem.

Bárbara Prado, responsável técnica pela Estação Ecológica de Angatuba, apresentou aos conselheiros e colaboradores os espaços deste novíssimo equipamento.

A sala de recepção é ambientada como uma sala de aula da década de 1950, pois o prédio funcionou por muitos anos como uma pequena escola rural. Ali foi apresentado um vídeo institucional sobre a unidade.

Em seguida, os participantes da reunião foram guiados para os recintos de exposições, espaços destinados a promover uma reflexão sobre o usos dos recursos naturais a partir de uma abordagem interativa. A sala é dividida em módulos que abordam temáticas como solos, paleontologia, recursos hídricos, biodiversidade e relações humanas com o meio ambiente.

“O impacto nos membros do Conselho foi muito positivo. A exposição dos fósseis chamou muita atenção”, relata Bárbara.

Os recursos financeiros para a implantação do Centro foram todos provenientes de Termo de Compromisso Compensação Ambiental (TCCA). A Compensação Ambiental é uma das ferramentas mais importantes para a consolidação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), que determina que nos casos de licenciamento ambiental de empreendimentos de significativo impacto ambiental o empreendedor é obrigado a apoiar a implantação e manutenção de unidade de conservação.

“É importante todos que trabalham em gestão de Unidades de Conservação conhecerem as formas de acesso a esse recurso, disponibilizado na Secretaria do Meio Ambiente”, defende Rodrigo Castanho, assessor da diretoria geral do IF.

Além disso, está prevista a celebração de convênio entre a Secretaria do Meio Ambiente e as prefeituras municipais de Angatuba e Guareí para o fornecimento de serviços de monitoria.

O Centro de Educação Ambiental deverá ser inaugurado pelo Instituto Florestal após a firmação do convênio e tem previsão de atender a rede escolar a partir de março de 2018.

Fotos: Acervo Estação Ecológica de Angatuba

Mais informações: Bárbara Heliodora Soares do Prado – Tel. (15) 3271-3866